Não sou mais quem eu era até ontem

Olá pessoas, como vocês estão?

Quando se escreve sobre seus sentimentos em um diário, em um blog ou qualquer outro local, é natural que com o passar do tempo aqueles pensamentos fiquem datados naquele papel e que a pessoa que se encontrava naqueles versos não esteja mais presente, afinal, nós evoluímos.

Photo by Lesly Juarez on Unsplash

Ultimamente eu resolvi passar para o digital todas as coisas que eu escrevi no meu antigo diário, até porque suas páginas estão começando a amarelar e a tinta da caneta a perder um pouco da sua tonalidade, e como eu iniciei a escrita em 2018, achei que seria interessante dar uma relida e ver o que o Matheus daquela época tinha em mente, bem, algumas coisas me fizeram ficar um tanto chocado de como era um imaturo achando que sabia das coisas e com isso me veio fatídico pensamento de que ainda bem que melhoramos com o tempo.

Ao ler foi perceptível que muitos dos problemas que eu enfrentava naquela época já não fazem mais sentido hoje e como a imaturidade me consumia no modo de eu não saber como lidar com os meus problemas, eu apenas reclamava naquelas páginas. Sinceramente eu não sei nem como as pessoas daquela época conseguiam conviver com o um Matheus tão ingênuo e um tanto quanto babaca.

O mesmo também acontece nesse blog e no Canal do Youtube, é muito possível visualizar o quanto eu mudei nesse tempo, principalmente após 2020 que foi um ano muito obscuro para todos nós. Naquela época era notável de que eu não estava bem da cabeça e só queria descontar as minhas frustações no primeiro que aparecesse na minha frente, o modo como tudo para mim parecia ser um grande problema para ser resolvido, como se houvesse um peso do mundo nas minhas costas. Eu provavelmente não percebia que eu era feliz, que a felicidade não estava vinculada ao meu trabalho, mas as pessoas que estavam ao meu redor, os momentos de lazer e tudo mais.

Era um momento de descoberta e portanto passar por esse processo de amadurecimento é um tanto quanto doloroso. Lidar com as frustrações de estar tentando descobrir o que eu era, entender de que o que eu estava fazendo não levaria a lugar nenhum era custoso, pois eu não pertenço ao lugar que eu estava tentando alcançar e isso impactava diretamente nas minhas expectativas, pois eu sonhava estar em uma certa posição e falhava, portanto toda aquele sentimento de impotência me consumia e eu simplesmente ficava muito mal, não queria saber de mais nada além de ficar deitado no meu quarto ouvindo música.

Portanto eu não poderia julgar rigidamente o Matheus do passado, pois ele apenas estava num processo de entendimento de quem ele era, e ainda está, mas agora de uma forma totalmente leve e entendendo que certas coisas precisam de tempo e somente ele se encarregará de fazer isso. Eu era um rapaz que sempre me comparava com os outros e por entender que eu estava ficando para trás, isso me consumia, pois eu estava dando o meu melhor também, mas era o meu melhor no lugar errado e portanto entender isso me trouxe um sentimento de leveza ao levar a minha vida.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seja Mais, Tenha Mais, Saiba mais

Homens casados vivendo no Armário

Jogos de RPG das antigas