Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2022

Relações são finitas

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Depois de ter assistido o vídeo da Adele , eu tive a ideia e vontade de falar sobre como relações são finitas e como nós seres humanos (pelo menos no ocidente) não somos programados para lidar com o fim das coisas, portanto hoje vamos falar sobre a finitude das relações pessoais. Photo by Kelly Sikkema on Unsplash Para quem precisou passar por um término, principalmente por aquele que houve uma troca intensa de sentimentos, sabe o quão é difícil tentar seguir em frente após o fim, é um sentimento de que algo está faltando, fica a sensação de um vazio, de algo que foi desocupado e que faz falta. As lembranças dos momentos bons circundam a mente e por alguns segundos você fica feliz em pensar naquele momento, mas logo depois vem o martírio, em saber que aquilo acabou e que apenas resta as memórias. Alguns de nós se apega tanto nas lembranças, que ao receber uma notícia brusca que aquele momento acabou, nos abala, o comodismo se despede e diz que agora esta

Artista que produzem músicas tristes também são importantes

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Esse dias eu estava assistindo um react da Billie Eilish, exclusivamente da música Everything I Wanted, e comecei a pensar muito sobre como artistas como ela ou até Twenty One Pilots são importantes na indústria da música para falar de coisas que outras pessoas jamais falariam. Photo by Gabriel on Unsplash Atualmente há muitas músicas tristes no mundo falando sobre vários temas, mas é importante como esses artistas em específico se entregam a essa narrativa da dor interna, da dor que não conseguimos ver. Eles não apenas fazem uma música sobre isso, mas dedicam álbuns sobre todos os sentimentos corrosivos que muitos de nós seres humanos sentimos e não só isso, eles conseguem tanto através da música em si, como no próprio clipe transbordar essa sensação que fica difícil de explicar o que é, toda vez que eu assistia algum trabalho deles, eu pensava: É isso, é exatamente isso que estou sentindo. Muitas pessoas estão se sentindo mal por várias questões, porém

Ter que lidar com a morte

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Lidar com a morte é sempre muito complexo, não importa quantas pessoas você perdeu sempre terá aquela sensação de que algo pesado está entalado no peito, de que a vida é muito frágil e que precisa de apenas de um segundo para que a dona da foice chegue e carregue alguém que nós amamos. Photo by Ron Szalata on Unsplash A minha família já perdeu algumas pessoas e mesmo eu crescendo e passando por situações de morte, velórios e tudo mais, é sempre muito complexo lidar com o sentimento, pois precisar entender que aquele indivíduo não está mais entre nós é um sentimento pesado. Lidar com a realidade de que não ouvirei mais a sua voz, de que não vou ver o seu sorriso além de fotos, de que não terei sua opinião sobre algo que está acontecendo atualmente é muito difícil, afinal nada mais está lá, o que restou foi apenas uma lembrança. O que mais pesa é a saudade da companhia, de saber que a pessoa não estará mais lá para fazer algo no sábado a noite, que não est

Cansei de jogar vídeo game

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Eu sempre fui um daqueles adolescentes que se deixassem, eu ficaria dias jogando vídeo game sem parar. Nossa, como eu adorava passar horas do meu dia dentro daquele mundo virtual vivendo várias estórias diferentes, podendo fazer o papel de vários personagens, de um Semideus Grego querendo acabar com o Olimpo, até o um piloto de racha que precisa vencer todos os seus rivais. Mas acontece que conforme a vida foi acontecendo, os anos foram passando, esse amor pelo mundo virtual foi se perdendo. Hoje em dia para mim o processo de ligar o vídeo game e jogar um jogo se tornou custoso, enquanto que para o Matheus criança uma hora de jogatina era muito pouco, para o Matheus adulto isso está mais do que suficiente. Photo by Igor Karimov on Unsplash No entanto, essa uma hora passou a ser trinta minutos, depois 15 até chegar o momento de eu simplesmente me perguntar se realmente vale a pena iniciar o jogo. Ás vezes bate até uma vontade repentina, mas ela dura um di