A geração Z são todos mimados

Olá pessoas, como vocês estão?

Esses dias eu descobri que faço parte do que as pessoas chamam de geração Z, que é a geração que cresceu com a internet, porém é estranho o tanto de pessoas espumando de raiva para xingar a geração Z, é aquele momento que você olha e pensa: mano, cê tá bem? Muitos fazem piada de que não sabemos o que é um VHS, que inclusive eu tinha o do Tarzan e do Pokémon, porém a minha mãe jogou no lixo depois de algumas mudanças e só tenho a lamentar sobre isso. Eu gostava daquelas fitas, a propósito quem nunca alugou uma fita que vinha sem rebobinar?(que no meu caso eram todas). Era muito triste pegar a fita, colocar no  videocassete e aparecer os créditos do Harry Potter com aquela música triste tocando de fundo.

Photo by Zyanya BMO on Unsplash

Os nascidos em 95 e 96 pelo menos, tiveram acesso essa coisa que foi se esvaindo com o tempo, nós ainda tivemos que assoprar algumas fitas de Dynavision para poder jogar, ou passar um sufoco quando alguém passava na sala e engalhava no fio do videogame (esse era o momento que o mundo começa a rodar em câmera lenta).

Mas sinceramente passar por essas coisas não sei se faz de nós melhores, acho que toda geração sempre irá reclamar da próxima geração e olhar para trás com um certo saudosismo, com a famosa frase: no meu tempo era melhor! Possivelmente era, inclusive anos 90 é um coisa que me fascina, porém até que ponto isso pode ser vital para uma geração? Com certeza a minha geração daqui 30 anos irá falar com a geração daquela época é sortuda por não ter que enfrentar fila no mercado, não precisar gastar uma grana para desembolsar um console, ou de não precisar ficar sempre em busca de uma tomada para carregar o celular em que  a bateria dura apenas 5 hora, ou sei lá, deixar de fazer algo banal como amarrar o cadarço, mas isso faz deles de alguma forma pior? Acho que não, apenas eles têm evoluído de um modo que não precisam se preocupar em fazer coisas que até ontem poderiam ter uma dificuldade, como por exemplo, frequentar a fila do banco para pagar a conta para a mãe, ou ler um manual para depois montar um guarda roupa.

Mas uma coisa que preciso admitir é que está todo mundo mal da cabeça e isso não se refere somente a geração Z, os Millenials e até posteriores caíram na mão de algo que até alguns anos atrás ninguém conhecia, que foi as redes sociais. Isso impactou todo mundo, porque a cobrança de você ser o melhor num mundo globalizado fez com que muitos entrassem em parafuso, a cada dia surge um jovem com seus 18 anos que está faturando milhões enquanto eu e você estamos de atendente em alguma loja ganhando um salário que esse jovem faz em minutos, ou seja, o comparativo com as outras pessoas veio para nos destruir e aquele que consegue se desligar disso, vai viver a vida de uma forma mais leve.

Enquanto nossos pais precisavam lidar com inflação, congelamento da poupança, se localizar por mapa, mal ter um jeito de se comunicar, nós da geração Z teremos que lidar com a situação de que o mundo aparentemente está mais fácil e mesmo que nossos pais digam que nós somos de alguma forma inteligentes, nós sabemos que seremos apenas mais um no meio da multidão, que muitos de nós apesar de acreditarmos que teremos um futuro brilhante, na verdade seremos um zé ninguém dentro de um quarto escrevendo num documento Word, ou jogando, ou ouvindo música, desenhando ou fazendo qualquer outra coisa que nos distraia desse destino sem graça enquanto o jovem do Instagram está tirando foto nas Bahamas com uma menina gata e agradecendo pela vida que tem.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seja Mais, Tenha Mais, Saiba mais

Homens casados vivendo no Armário

Jogos de RPG das antigas