Falar sobre sexo na adolescência

Olá pessoas, como vocês estão?

Após assistir a 3º temporada de Sex Education na Netflix, eu comecei a refletir muito sobre como é importante falar sobre educação sexual para adolescentes, mas que ainda assim é um grande tabu na sociedade falar de um assunto tão natural e importante na vida das pessoas.


Quando eu era um garoto adolescente, eu não sabia o que era sexo em si, eu sempre achava que fazer sexo com alguém era apenas um simples beijar na boca e por este motivo toda vez que um colega ou amigo fazia alguma piada sobre, eu ria com aquela sensação de que vou rir para parecer que eu entendi, pois eu não compreendia como funcionava o processo de se relacionar sexualmente.

Além disso, eu passei por toda aquela questão que garotos passam a ficar excitado do nada, ou ejacular e perceber que algo está vazando sem saber o motivo. A primeira vez que isso aconteceu eu pensei que estava doente, sério, eu fiquei muito apavorado em sem saber se eu deveria contar para minha mãe, ou guardar aquele segredo para mim.

Outra coisa que eu não compreendia (afinal eu não sabia como que o sexo funcionava) era a camisinha, em alguns momentos do colégio eu via uma jogada no chão e me perguntava como que se usava aquilo? Para qual função? Apesar do formato ser bem explicativo, eu ainda assim não compreendia porque após usada ela ficava daquele tamanho, pois eu não sabia que era para colocar no pênis.

Mas eu fui uma das pessoas abençoadas que teve aulas de ciências e em um bimestre falamos somente sobre sexualidade. A professora foi muito didática em tirar dúvidas sobre várias coisas, inclusive a informação de que no sexo o pênis precisa adentrar dentro da vagina e foi nesse momento que houve um estalo na minha cabeça em que eu entendi e fiquei tipo: aaaaaaaaah, por isso todo mundo achou aquela piada engraçada naquele dia.

Outra coisa foi saber que muitos de nós na adolescência iríamos começar a ejacular e portanto perceber que eu não estava doente ou algo parecido me causou um tremendo alívio. Além de ela falar abertamente que masturbação é algo normal e que é muito importante fazer para descobrir o seu corpo, se permitir explorar a sua sexualidade.

Por fim eu me recordo muito sobre quando ela lecionou duas aulas sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis, em que ela mostrou todos os problemas que podemos ter em transar sem preservativo e aqui eu fiz o link do que é e para que serve uma camisinha. Me recordo de ver imagens que realmente eram bem perturbadoras sobre doenças e meio de contato no qual era possível se contaminar e isso é importante para que o jovem que um dia se tornará adulto, saber que consequências podem acontecer caso opte pelo não uso.

Além de claro, falar sobre o uso da camisinha para não engravidar a parceira, me recordo de até a professora passar um vídeo sobre como funcionava a gravidez e os riscos que ela tinha.

Como esse não é um blog sobre sexualidade, eu fiz mais para relatar de forma resumida como foi minha experiência como adolescente e como é importante passar isso para a gerações que estão chegando, porque evita que danos aconteçam, como engravidar quando ainda é novo, ou até contrair alguma doença que pode prejudicar a vida do adolescente. É importante ele entender as mudanças que está acontecendo com o corpo e tirar todas as suas dúvidas, porque assim você não está o fazendo ser um depravado por sexo, mas sim uma pessoa segura de si mesmo.

Agora mesmo me lembrei que a professora falou até da questão sobre se apaixonar por alguém, de sentir amor, de dar o primeiro beijo. Chegou até um momento que ela fez uma caixa perguntas para todo mundo tirar as suas dúvidas de forma anônima e isso com certeza ajudou muitas pessoas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jogos de RPG das antigas

Os jovens dos 18 aos 23 anos só reclamam de não conseguir emprego

Ficar sozinho