A vida não tem um tutorial

Olá pessoas, como vocês estão?

Ultimamente eu vejo como muitas pessoas da minha idade estão precisando lidar com muitas questões que envolvem a vida adulta e portanto estão sentindo aquela pressão que compõe o crescer.

Muitas vezes eu percebo muitas pessoas da minha idade, ou até mais novas perguntando em fóruns, reddit, ou entrando em contato com algum criador de conteúdo perguntando dicas de como crescer em alguma plataforma, sobre como decidir qual trabalho seguir para conseguir mais dinheiro, ou até quais passos irão lhe proporcionar aquele aclamado emprego dos sonhos ganhando 10 mil por mês em que você terá dinheiro para viajar todo ano para Europa. Ou outros casos (eu incluso) em saber qual é o tipo de trabalho que deseja seguir para sempre, como descobrir a profissão que você deseja exercer? Bem, a resposta é que nenhum de nós sabemos e cabe somente a nós descobrir, ninguém vai saber lhe dar as respostas certas.

Photo by Markus Winkler on Unsplash

Aqui entra questão do título desse post, é que ninguém sabe a resposta de nada porque a vida não vem com um tutorial ensinando quais os passos que você deve seguir para conseguir o que deseja. Se alguém te fornecer essa resposta, ou dizer que a tem, ele estará mentindo ou sendo muito equivocado, pois todas as dicas que ele vai dar são baseadas na vida dele em que consiste ser diferente da sua e por isso não será de uma grande valia em alguns momentos.

A cada dia que passa a minha maturidade vai surgindo para me informar que a vida é para ser vivida, que ter carrões ou mansões não quer dizer que é o jeito certo de se viver. Inclusive ouvi dizer pela internet que nós apenas criamos a maturidade e opiniões até aos 25 anos, depois disso nossa opinião é formada e não sofrerá algum tipo de alteração, mesmo com novas atualizações ou quebras de paradigmas no qual acreditávamos, bem, espero que eles estejam errados ou que isso seja apenas um boato, porque me trás um pouco de espanto em pensar que eu não vou mudar tanto assim daqui para frente, sério.

A palavra certa para lidar com tudo isso é a maturidade, porém falando assim parece que sempre é muito abstrato. Para nós que estamos crescendo é praticamente incompreensível o que é ser maduro, e a verdade é que é isso mesmo, ela às vezes é abstrata de alguma forma, contudo vou tentar explicar um pouquinho sobre o que ela é, afinal como eu disse antes, a minha ainda está no processo de evolução e por isso pode ser que eu esteja totalmente equivocado, mas vamos lá. 

Maturidade é perceber que algumas coisas na sua vida não são tão importantes como você achava que era, como por exemplo ter um carro próprio aos 18 anos, ou ter feito sexo com 10 pessoas diferentes em 1 ano, ou já ter vivido altas aventuras para contar depois aos seus amigos para eles acharem que você é uma pessoa muito legal e assim lhe manter por perto. Maturidade é você saber que as coisas não vão acontecer da noite para o dia, é entender que independente do caminho que você decidir seguir você será muito ruim naquilo no começo, mas com o tempo irá pegar a prática. É compreender que pequenos momentos com a família, ou até com os amigos valem muita mais do que uma viagem a Miami que irá lhe render uma foto bonita para o Instagram. É entender que jogar videogame é legal, mas não vale tanto quanto passar o tempo com alguém que você ama ou tem afinidade. É entender que estudar não precisa ser maçante (apesar de as faculdades não contribuírem para isso), mas que pode ser produtivo e dependendo do que for, há como mesclar com algo que você realmente gosta para poder aprender mais rápido, é entender que o seu amigo ou colega não é melhor do que você só porque ele alcançou um objetivo mais rápido, pois cada um possui o seu próprio tempo.

Então meu querido leitor, eu sei que provavelmente você deve estar um pouco desconfortável lendo isso, ou totalmente puto comigo, contrariado, ou as vezes você está até concordando nesse momento, mas é aquele velho clichê de que a vida é para ser vivida, isso inclui se permitir errar e estar bem com isso, é entender que você terá que fazer coisas que você não gosta, mas faça sempre visando ir atrás daquilo que gosta, como um trabalho que não lhe satisfaz, mas que trás recursos que lhe proporcionem iniciar um outro tipo de trabalho que tanto almeja. Ainda assim segue o que lhe informei anteriormente, que tudo isso que estou escrevendo podem estar totalmente equivocado, afinal a vida não tem um tutorial e somente você irá encontrar as respostas que você procura e não necessariamente serão no tempo que você deseja, portanto cabe a mim lhe desejar sorte e pedir para que sempre tente ver pelo lado benéfico da coisa, mesmo quando tudo parecer cinza. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jogos de RPG das antigas

Homens casados vivendo no Armário

Os jovens dos 18 aos 23 anos só reclamam de não conseguir emprego