Postagens

O digital é legal, mas a mídia física tem o seu valor

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Eu praticamente criei um laço de amizade, ou até um romance com a sebo, pois é fascinante ver o tanto de coisa que as pessoas se desfazem em troca de dinheiro ou até um crédito, portanto apesar de estar gostando muito de usar coisas digitais, ainda assim me pego muito tentado a comprar mídias físicas de qualquer coisa, como por exemplo eu vi os dois álbuns da Pitty à venda, mas infelizmente o meu crédito não foi o suficiente para poder levá-los, portanto estou torcendo para que quando eu for lá no mês que vem, que ainda estejam lá para eu pegar mesmo que eu não vá ouvir, ainda sim é muito interessante e satisfatório poder abrir o álbum e ver o CD ali, com as fotos do artista e tudo mais, acho vou levar até o da Rita Lee ao vivo. Outra coisa interessante são disco de Vinil, tem cada um mais lindo que o outro com bandas realmente fortes como Rolling Stones, Beatles, Abba, AC DC e muitos outros, vontade até de colecionar, porém não estou tão rico (para ter u

Falar sobre sexo na adolescência

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Após assistir a 3º temporada de Sex Education na Netflix, eu comecei a refletir muito sobre como é importante falar sobre educação sexual para adolescentes, mas que ainda assim é um grande tabu na sociedade falar de um assunto tão natural e importante na vida das pessoas. Quando eu era um garoto adolescente, eu não sabia o que era sexo em si, eu sempre achava que fazer sexo com alguém era apenas um simples beijar na boca e por este motivo toda vez que um colega ou amigo fazia alguma piada sobre, eu ria com aquela sensação de que vou rir para parecer que eu entendi, pois eu não compreendia como funcionava o processo de se relacionar sexualmente. Além disso, eu passei por toda aquela questão que garotos passam a ficar excitado do nada, ou ejacular e perceber que algo está vazando sem saber o motivo. A primeira vez que isso aconteceu eu pensei que estava doente, sério, eu fiquei muito apavorado em sem saber se eu deveria contar para minha mãe, ou guardar aqu

A biscoitagem no Tinder

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Hoje será um daqueles posts em que eu irei somente reclamar de alguma coisa, portanto tirem as crianças da sala, porque irei falar mal de uma das redes sociais com o maior ego inflado (depois do Instagram) que  é o Tinder. Photo by Alexander Sinn on Unsplash Não sei como é na cidade de vocês, mas o Tinder nada mais é que um monte de homem seminu se mostrando ao máximo para tentar chamar atenção, é como uma competição para ver quem é o mais gostoso para possível transa casual. Na descrição você não tem apenas as informações sobre a pessoa no qual está conversando, mas todo o currículo dela falando 3 línguas diferentes, trabalhando em tantas empresas e quais viagens realizou com fotos por uma parte da Europa. Eu não quero parecer o jovem que é rejeitado por todo mundo e que reclama ao tempo todo sobre estar sozinho, mas é que quando olho para esses perfis eu sinto um vazio, não um vazio em mim, mas no próprio perfil dessas pessoas, porque me trás a sensaçã

A vida não tem um tutorial

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Ultimamente eu vejo como muitas pessoas da minha idade estão precisando lidar com muitas questões que envolvem a vida adulta e portanto estão sentindo aquela pressão que compõe o crescer. Muitas vezes eu percebo muitas pessoas da minha idade, ou até mais novas perguntando em fóruns, reddit, ou entrando em contato com algum criador de conteúdo perguntando dicas de como crescer em alguma plataforma, sobre como decidir qual trabalho seguir para conseguir mais dinheiro, ou até quais passos irão lhe proporcionar aquele aclamado emprego dos sonhos ganhando 10 mil por mês em que você terá dinheiro para viajar todo ano para Europa. Ou outros casos (eu incluso) em saber qual é o tipo de trabalho que deseja seguir para sempre, como descobrir a profissão que você deseja exercer? Bem, a resposta é que nenhum de nós sabemos e cabe somente a nós descobrir, ninguém vai saber lhe dar as respostas certas. Photo by Markus Winkler on Unsplash Aqui entra questão do título d

Vale a pena ficar sozinho?

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Depois de alguns textos sobre solidão e querer estar só, me pego no outro lado da moeda que é a falta de uma companhia, a falta de ter um parceiro para o qual eu possa compartilhar momentos ou fazer algo junto, não falo de parceiro romântico, mas de alguém, um amigo. Ultimamente a solidão olha para mim e se convence de que será somente eu e ela juntos, porém ela se angustia em saber que ela não poderá manifestar certas opiniões ou propor algo que nos faça se divertir, ela apenas ficará ali quietinha e aguardando as minhas decisões, porque sempre sou eu que preciso tomar as decisões. Photo by Noah Silliman on Unsplash No meio dessas decisões eu decidi que estava cansado de ter que estudar sozinho, ter que abrir o livro e começar a estudar sem ter alguém para compartilhar quando as coisas funcionam ou não, sobre aquele exercício que está difícil, mas que falta tão pouco para ser terminado, por este motivo que eu decidi abrir Lives na Twitch sobre estudo, f

Você ainda lê blog? WTF?

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Hoje eu quero falar com você. Sim, você que está lendo esse blog exatamente agora e se perguntando o que vai acontecer nesse texto enquanto lê essas palavras. A minha pergunta é, você é de verdade mesmo? Eu pergunto porque o meu Analytics ultimamente anda mostrando que pessoas estão lendo meus textos e realmente estou bem espantando com tudo isso, porque na verdade os meus números de acesso são bem modestos, mas para quem não esperava nada, foi surpreendente em perceber que tinha mais de duas pessoas lendo alguns posts, portanto se você está me acompanhando ou só caiu de paraquedas, agradeço pelo seu tempo. Photo by Tetiana SHYSHKINA on Unsplash Confesso que ando sentindo falta dos blogs pessoais, daqueles que a pessoa começava a falar sobre o que ela estava pensando, ou sentindo e as pessoas nos comentários trocavam experiências sobre aquele sentimento tão íntimo. Mas me sinto feliz que tem alguém aí aleatório dedicando um pouquinho do tempo para ler o

Do interior para uma cidade maior

Imagem
Olá pessoas, como vocês estão? Quem viveu numa cidade do interior sabe como é muito transcendental ir morar numa cidade maior e perceber que nela há coisas que você nunca veria no interior, a propósito paulistanos, quando eu falo de cidade do interior, é cidade do interior mesmo, daquela cidade de 5 mil habitantes em que um escândalo vira pauta na cidade por semanas, em que você sabe o nome de todo mundo e todo mundo sabe o seu nome, em que você sente o cheiro de merda de boi, porco e de cavalo que fica no asfalto quando os mais colonos que nós (sim, isso existe) passam pela cidade com o carro de boi. Aquela cidade que há um colégio grande e todo mundo o conhece como Colegião, pois é o único colégio público que tem todas as séries, do fundamental até o médio, aquela cidade em que a festa junina da escola e o 7 de setembro são um dos maiores eventos do ano. Photo by Bhavya Shah on Unsplash Pois bem, ao completar os meus 14 anos, viemos morar numa cidade maior, ok, ela não é tão grande,